Gestão de desempenho – Descubra como otimizar seus resultados

Tempo de leitura: 7 minutos

Gestão de desempenho – mais resultados para você

curso gestão de processos, riscos, controles e indicadoresA gestão de desempenho é bem realizada na sua empresa e nos seus projetos? Realizá-la é de grande importância para a saúde do negócio.

Antes de tudo, vale destacar que esta técnica gerencial vai além de olhar o resultado financeiro da empresa. Existem vários pilares do desempenho empresarial que devem ser gerenciados.

Assim, considere em sua avaliação a evolução dos processos, tecnologias, pessoas e experiência do cliente. Também analise o lançamento de produtos, novos mercados, expansão e otimização de carteira de clientes.

Enquanto empresas competitivas investem em gestão de desempenho, aquelas que não o fazem tendem a perder mercado. E se uma empresa não monitora seus resultados, ela caminha para a falência.

Então conhecer mais sobre a gestão de desempenho é algo que você deve buscar. Implantá-la em sua empresa vai ser um passo importante para atingir a maturidade gerencial e otimizar seus resultados.

O conceito dela está relacionado intimamente com as melhores formas de operar e entregar seus produtos e serviços. Finalmente, isto se mostra como redução de custos, aumento da produtividade e lucratividade.

A gestão de desempenho é um trabalho desenvolvido continuamente na empresa, e se preocupa com a eficiência e a produtividade. Um bom trabalho de gestão de desempenho separa empresas perenes daquelas que vão a bancarrota.

Gestão de desempenho – o que é?

gestão de desempenho

A aplicação da gestão de desempenho passa por duas ações: a mensuração e as ações corretivas.

A mensuração, permite compreender como a empresa se encontra. Os indicadores de desempenho são os principais aliados neste momento. No entanto, repare que ter indicadores não é o mesmo que ter a gestão de desempenho.

Outro componente fundamental da gestão de desempenho é o controle das ações corretivas. Desse modo, ações corretivas e indicadores de desempenho andam de mãos dadas para melhorar sua performance.

Curso gestão de processos, riscos, controles e indicadores

Consequentemente, sem estes dois elementos a gestão de desempenho não existe. Ela é um trabalho melhoria contínua. Assim, planos de ação e ferramentas de mensuração são elementos comuns.

Provavelmente na sua rotina você lide com planos de ação e indicadores. Estas ferramentas estão diretamente vinculadas à gestão de desempenho.

Quase sempre profissionais que gerenciam estas ferramentas observam que a maior fonte de problemas são os processos. Este é um dos motivos pelos quais nossos curso Gestão de Processos, Riscos, Controles e Indicadores une estes assuntos.

Nele você pode aprender como desenhar processos, desenvolver indicadores e elaborar planos de ação. Saiba mais no vídeo abaixo ou clique aqui.

Apesar destes temas serem de extrema importância, a gestão de desempenho vai além. Talvez fique mais claro apresentando estes elementos de forma gráfica. Observe a imagem abaixo.

gestão de desempenho

Primeiro é necessário definir padrões, depois medir, melhorar e monitorar. O ciclo da gestão de desempenho vai agregar muito aos processos da sua empresa.

Gestão de desempenho – a interpretação dos KPIs

gestão de desempenho

KPI é uma sigla em inglês que significa Key Performance Indicator, ou indicador chave de performance. Como o seu nome diz, KPI é um indicador de desempenho de grande relevância.

Um KPI está sempre atrelado a um objetivo e sempre é expresso por uma métrica. Considere por exemplo que sua empresa vende carros. Antes de tudo seu objetivo é aumentar o volume de vendas. Qual o seu KPI neste processo? A quantidade de carros vendidos.

Além disso, o KPI deve estar atrelado a um período de tempo. Se você costuma vender 10 carros por dia e passa a vender 20, seu KPI apresentou um crescimento de 100%.

KPIs comuns na gestão de desempenho

Na gestão de desempenho, existem alguns KPIs que sempre aparecem em quase todas as empresas. Lógico que cada operação possui sua realidade, mas esses KPIs são comuns em quase todas elas.

  • ROI (Return On Investment):  indica o retorno do investimento, ou a relação do quanto foi gasto para produzir algo e o quanto se recebe em troca. Este KPI é bastante utilizado para avaliar projetos.

  • Lucratividade: diz respeito a quanto se lucra sobre determinado esforço. Se você gastou 20 mil para produzir e tem retorno de 2 mil após todas as deduções, sua lucratividade é de 10%. Cada produto/serviço possui seu próprio índice de lucratividade.

  • Eficiência: o quanto se é produzido dentro de um espaço de tempo. Normalmente medido por produto ou serviço.

  • EBITDA (LAJIDA): O EBITDA apresenta o potencial de geração de caixa da operação da empresa. Um número que ao contrário do lucro não é “viciado” por juros, IR, CSLL, depreciação e amortização.

  • COGS (Cost Of Goods Sold)Todos os custos de produção dos seus produtos frente ao total de custos ou do faturamento. O COGS lhe permite ter uma ideia melhor de qual deve ser seu mark-up e sua margem de lucro.

  • Produtos defeituosos: número de unidades com defeito dividido pelo total de unidades produzidas no período de tempo analisado.

Dentre vários outros. O KPI certo vai fazer toda a diferença na sua gestão de desempenho. Assista nosso vídeo abaixo e saiba mais!

Está gostando deste artigo? Quer dar um incentivo para continuarmos produzindo material gratuito para você? Então dá uma força curtindo e seguindo o blog nas nossas redes sociais, é de graça e nos ajuda muito 🙂

Atinja o máximo da sua Produtividade!

Insira o seu endereço de e-mail abaixo para receber nossas ferramentas gratuitamente!

Gestão de desempenho – alinhada à estratégia

gestão de desempenho

Você sabe onde sua empresa deve estar nos próximos 3 anos? Sua empresa possui objetivos e metas bem estabelecidos? Caso não, considere com calma estas perguntas.

Já dizia Lewis Carroll, “Se você não sabe onde quer ir, qualquer caminho serve”. Muitas empresas ainda não desenvolveram o hábito de formalizar seu planejamento.

Algumas pessoas imaginam que podem manter seus negócios, como estão, para sempre. Grande engano. O mercado é dinâmico. Quem não busca crescer e evoluir vai sucumbir as pressões do ambiente competitivo.

Quando falamos de gestão de desempenho, logo remetemos ao planejamento. Ainda que seja possível realizar a gestão de desempenho com base nos processos, melhor seria envolver toda a empresa.

Em outras palavras, você pode definir indicadores de desempenho para os processos e mensurá-los. No entanto, o fato de mensurar o desempenho dos processos não garante que a empresa logrará êxito em todos os pilares gerenciais.

O Balanced Scorecard, por exemplo, apresenta 4 perspectivas (pilares) onde uma empresa pode gerir sua performance:

  • Financeiro;
  • Clientes;
  • Processos Internos;
  • Aprendizagem e Desenvolvimento.

No entanto este é assunto para um outro post…

Imediatamente, pense no quanto sua empresa amadureceu em termos de planejamento. Você minimamente consegue ter clareza em suas metas?

Sua gestão de desempenho vai ser realizada com base em seus KPIs. E seus KPIs vão ser elaborados com base em sua estratégia. Planeje e oriente sua empresa para resultados!

Gestão de desempenho – se prepare para fazer

gestão de desempenho

Interessado em implantar a gestão de desempenho na sua empresa? Que tal combinar a criação de indicadores com o gerenciamento de processos, riscos e controles?

É exatamente esta a proposta do nosso curso “Gestão de Processos, Riscos, Controles e Indicadores“. Centenas de pessoas já realizaram nosso curso e estão aplicando técnicas de gestão que melhoram o desempenho empresarial.

Invista em sua equipe e em você. Ao se tornar aluno, você terá acesso a materiais exclusivos, como videoaulas, e-book, exercícios exclusivos, um ano de suporte e material de apoio. Se você quer investir em você mesmo, essa é a hora.

Vamos juntos?

O curso “Gestão de processos, riscos, controladores e indicadores” pode ser encontrado seguindo o link que inserimos aqui em cima. Venha conhecê-lo e invista no seu bem maior: suas próprias skills!

Gostou deste artigo? Então dá uma força curtindo e seguindo o blog nas nossas redes sociais, é de graça e nos ajuda muito 🙂

Aproveita e comenta ali embaixo o que achou do artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *